Até que Ele Venha...



Porque, todas as vezes que comerdes este pão e beberdes o cálice, anunciais a morte do Senhor, até que ele venha. -  2 Co 11.26

A Ceia do Senhor  é um momento muito especial na vida da igreja! Lembra-se daquela cena de há mais de dois mil anos quando Jesus, com os discípulos à mesa,  serve a ceia inaugural que deveria ser celebrada em memória dEle até a Sua Vinda em Glória? Fala de corpo partido, fala de sangue derramado, fala de memórias,  fala de sua volta. O maravilhoso é que mesmo sabendo que seria traído por um e negado por outro, o texto menciona que todos foram servidos. As próximas deveriam ser em memória, em memória dEle. Ele deixa aqui a certeza de que jamais seria esquecido. Ele deixa aqui a confiança no serviço dos discípulos de continuar contando a mais bela história.

A Ceia é hoje um ato cerimonial, um ato de celebração, um ato de comunhão, um ato de esperança e um ato especial em memória de Jesus. Memória de um Pai de amor que busca os filhos perdidos, eu e você. O pecado ofuscou a caminhada, o pecado me separou dEle. Ele não se conforma e o tempo todo trabalha  para nossa redenção.
Memória é lembrar-se de Jesus que também por amor aceita ser o cordeiro nesta história, cordeiro sem mácula para quitar a nossa dívida, rasgar a nossa dívida de pecado. Em memória de Jesus é lembrar  dos seus atos de amor enquanto treinava e capacitava cada um dos seus primeiros discípulos, que não eram tão bonzinhos assim, mas Ele os chamou. Afinal Ele mesmo disse que veio para buscar os pecadores. Você é pecador? A sua resposta vai dizer se você precisa ou não de Jesus!
A sequência na história é: Jesus Nasce, cresce em estatura e em conhecimento, treina os discípulos, quebra paradigmas, opera milagres, cumpre a lei, é batizado, traído, acusado, morto na cruz, sepultado num túmulo emprestado (afinal seria somente por três dias). Até aqui, a impressão dos discípulos é de que tudo fora frustrado. Mas a frase “ele não está aqui, pois ressuscitou”(Mt 28.6) deixando vazio aquele túmulo,  ressuscita também a memória e o ânimo dos discípulos e Jesus vai para o céu. Acabou? Não ele foi preparar-nos um lugar para que seja hoje recebido pela fé, totalmente de graça, afinal ele voltará: Até que venha.
Em nossa caminhada essas memórias têm que ser contadas e sempre com alegria no coração. Coração que entende a história, aceita a história, vive a história, obedece e submete ao senhorio e vontade do Deus da história, até que venha! Até que Ele venha, celebremos sempre a vitória que Cristo conquistou na cruz pra nós, a vitória sobre o pecado, a vitória da transposição do abismo entre nós e Deus, a vitória de ter sido aceito de volta ao convívio do Pai. A Ceia é ou não é momento  muito especial na sua vida? Celebre, adore. Afinal cada dia agora é especial  (Salmo 118:24), porque as coisas velhas já se passaram, tudo se fez novo.
Viva o novo! O império das trevas é passado! O convívio e aprendizado com o Pai é presente!
Aleluia!  Jesus vem!
Pr. Sebastião Cezar
1 Response
  1. Graça e Paz
    Pr.Sebastião Cezar
    Que Deus continue abençoando juntamente com sua família.Parabéns pela reflexão ,essa sem dúvida é a história que não me canso de lembrar.Esse memorial é eterno...sim eterno em verdades para sempre.
    Em Cristo
    Cláudia Mariz
    http://saronperfume.blogspot.com